terça-feira, 26 de julho de 2016

Local para os "Miros" no Porto?

Na sequência da notícia ontem avançada na comunicação social, dizendo que a coleção de obras de Miro poderão vir para o Porto; apresento a minha humilde "solução" para o espaço que o poderá albergar.

Trata-se do extinto museu de Etnografia e História - que ainda cheguei a visitar quando era miúdo - e que se encontra encerrado há décadas! Que melhor motivo para recuperar aquele palacete, e colocar uma importante coleção bem no coração da cidade, dando uma nova centralidade aquela pequena praça que atualmente quase passa despercebida de todos?
(imagem do googlemaps)


Que vos parece, distintos leitores?

4 comentários:

  1. Não acho mal, se bem, que, quanto a mim, o ideal seria ressuscitar o museu de etnografia e história.
    Arrisco que a obra de Miró irá acabar no Palacete Pinto Leite, na rua da Maternidade, à guarda dos seus proprietários, mas é só palpite.
    José Fiacre

    ResponderEliminar
  2. A triste estória dum espólio que nos foi espoliado. Tudo quanto pude admirar nesse Museu já não pude mostrar aos meus filhos e netos. Como esta cidade de "homos erectus" se deixou arrastar para a mediania e aceitação bovina das decisões do Paço. Transformadas as suas Praças em espaços de exibição das mediocridades de uns quantos e aproveitadas ainda para feiras de Francesinhas e Enchidos quem se preocupará com os Quadros de Miró.
    Todavia subscrevo o que se propõe para o Edifício do antigo Museu de Etnografia e História, considerando pertinente que o ideal seria a ressureição do Museu.
    Cumprimentos

    ResponderEliminar
  3. Parece boa ideia, a questão é que a mensagem deveria chegar ao nosso ilustre presidente da CM Porto, e talvez, quem sabe, fosse avante.
    Abraço!

    ResponderEliminar