sexta-feira, 20 de maio de 2016

Como era a Rua Nova dos Ingleses, até 1882

Esta imagem pertence ao mesmo lote das últimas que temos vindo a explorar e é também já conhecida a quem for dado a estas coisas das fotografias do Porto do século XIX... Trata--se de uma fotografia que capta a Rua Nova dos Inglezes (hoje Rua do Infante D. Henrique)

1 - Rua dos Inglezes antes de 1882
Por aqui se vê que a rua se encontrava completamente ocupada por edifícios, alguns ao estilo dos que ainda lá se encontram, mas com uma notável diferença: os que estão à esquerda da foto (letra A) foram demolidos em 1883(?) para dar lugar ao Jardim do Infante.

 - Com a letra B está assinalada a entrada da Rua das Congostas, onde ficava o chafariz do século XVII que foi demolido juntamente com toda a rua. Sensivelmente nesse local arranca hoje a Rua do Mouzinho;

- Naquele tempo como no de hoje, a entrada da Rua da Alfândega permanece (letra C);

- Finalmente com a letra D vemos as casas da Rua dos Mercadores que cerca de sessenta anos depois de ter esta foto sido tirada, seriam demolidas para construção do Túnel da Ribeira.

Para que se possa vislumbrar melhor tudo o que para sempre desapareceu, vejam-se abaixo excertos da fotografia, com maior ampliação. 

Jardim do Infante

Início da Rua das Congostas
Rua dos Mercadores

Esta rua foi alvo de uma pintura do Barão de Forrester, bastante conhecida, que nos mostra a "Bolsa a seu aberto", quando o edifício do Palácio da Bolsa ainda não se encontrava totalmente disponível. Por mim, que tenho o hábito de vasculhar jornais antigos, já me dei com uma ou outra notícia de crianças mendigas que à noite, nessa mesma época, dormiam nos portais destas casas opulentas.
O que era uma azáfama de negócios durante o dia, era um triste, frio e enorme colchão de pedra para alguns seres humanos.
Termino com este apontamento agridoce, na tentativa de mais uma vez fazer a ponte entre o charme destas fotos antigas e a realidade que elas muitas vezes escondiam.

Sem comentários:

Enviar um comentário