quinta-feira, 22 de agosto de 2013

Aparecimento de um quadro

"Em uma casa da Porta Nobre que se anda demolindo para alargamento naquele sítio da rua Nova da Alfândega apareceu ontem metido na parede de um quarto que dava para a rua Arménia um grande quadro de madeira com figuras em relevo, tendo 1 metro e 62 centimetros de alto sobre 1,53 de largo. O quadro compoem-se de sete figuras dispostas do seguinte modo: no centro, de pé, vê-se uma que pelo vestuário e pela coroa representa um rei, sustentando em cada mão um ceptro; pende-lhe do pescoço um colar formado de conchas, terminando na frente por uma cruz, e parece pertencer a alguma ordem de peregrinos de Jerusalem: no manto vê-se algumas flores de lis, distintivo da realeza de França.

Levantam o manto à altura dos ombros dous anjos, e debaixo dele, ajoelhadas, estão três figuras de cada lado, representando duas delas dous reis e as quatro restantes acham-se cobertas com coroas que se assemelham alguma cousa às ducais; da cintura de todos pendem cordões franciscanos. A figura principal mede 1,51m , e tanto esta como todas as outras estão pintadas e douradas; a pintura e os dourados estão bastante sujos, mas a escultura acha-se bem conservada.

O quadro tem uma moldura em redor e achava-se metido na parede, parecendo que fora ali colocado quando se construiu o prédio. O merecimento da escultura está só na antiguidade, pois que não se recomenda como obra de arte de grande valor. Segundo nos consta, a Câmara tenciona manda-lo limpar para o colocar no Ateneu Portuense."

de O Commércio do Porto de Março de 1872

Alguém poderá indicar que quadro é hoje e onde se encontrará?

Sem comentários:

Enviar um comentário