quarta-feira, 29 de maio de 2013

Uma fotografia intrigante...

A fotografia abaixo deixava-me intrigado quando para ela olhava, pois nada conhecia do que surge em primeiro plano. Tirando a Sé e a igreja dos Grilos lá no fundo (sem dúvida os objectivos da fotografia), aqueles barracões e traseiras de casas pareciam nada ter a ver com o ângulo de onde a foto poderia ter sido tirada.

Contudo, vendo plantas antigas da cidade e tentando discortinar de onde a foto foi tirada e o que lá se encontra agora, não restam dúvidas que esta vista foi captada daquele que é agora o Palácio da Bolsa, talvez no primeiro ou segundo andar do seu ângulo Rua da Bolsa/Ferreira Borges.



Posto isto, aquilo que nos surge em primeiro plano, analisando a planta encontrado pelo Sr. Gabriel Silva no Arquivo distrital do Porto (http://www.portoantigo.org/search/label/Plantas), bem como uma outra foto onde surge o dormitório do convento dominicano visto de sul para norte (que apareceu numa passada crónica do Sr. Germano Silva), não restam dúvidas que se trata da parte mais a sul da antiga cerca dos dominicanos. Aqueles barracões estão, grosso modo, onde actualmente corre a Rua da Bolsa até ao ângulo onde está a Polícia, por baixo do Mercado Ferreira Borges.

As madeiras que se vêm depositadas no canto inferior direito da foto estão grosso modo no local onde temos actualmente o monumento ao Infante D. Henrique. Essas madeiras estarão provavelmente relacionadas com uma pequena notícia que encontrei n' O Comércio do Porto de 1860 que refere:

um particular ocupou indevidamente grande parte da cerca do extinto convento com carros e carros de madeira que todos os dias servem de latrina pública, indo completamente contra as posturas municipais.

De notar que o terreno foi posteriormente terraplanado e alinhado em altura com a Rua Ferreira Borges que já se encontrava toda contruida.

As traseiras das casas que vemos são as da Rua das Congostas (ou Cangostas), completamente arrasada para abertura da fase 2 da Rua Mouzinho da Silveira.
Em baixo coloco também uma foto que mostra com alguma aproximação o mesmo local no aspecto dos nossos dias.



Foto 1 > Arquivo histórico e municipal do Porto
Foto 2 > Sistema de informação para o património arquitectónico

3 comentários:

  1. Viva,
    Sim, deve ser essa foto no local que indica.
    Onde encontrou esta preciosidade?

    ResponderEliminar
  2. Olá Caro Gabriel!

    Encontrei esta foto no arquivo da Câmara, na Casa do Infante (não creio que esteja disponível na versão on line do mesmo).

    Abraço

    ResponderEliminar