quinta-feira, 4 de agosto de 2011

Uma foto que mostra mais do que parece



Fotografia tirada eventualmente nos primeiros anos da década de 60 do século XIX, onde se vê, em primeiro plano, a casa do Infante (na altura ainda alfândega) em plena remodelação. Foi para esta empreitada que foi demolida a casa que fazia esquina com a rua da Reboleira onde existia uma bonita janela manuelina. (Onde está essa janela?).

Mas a foto também mostra, a um olhar um pouco mais atento, algumas vislumbres do passado edificado que já não volta... Ao cimo da rua do Infante, se a foto fosse tirada na atualidade veríamos, imponente, a estátua do Infante D. Henrique, e por trás dela o Mercado Ferreira Borges... mas nesta foto que vemos? Vemos a fachada de um edifício! Na realidade, nesta época ainda existiam edifícios desde a esquina da Rua Ferreira Borges (onde agora está a entrada do parque de estacionamento) até às Congostas (sensivelmente onde começa agora a Rua Mouzinho da Silveira); e é a fachada de uma dessas casas que vemos.

Por trás dela o que existia era um monte semi-abandonado (a atual Praça do Infante D. Henrique) que fora horta dos Mosteiros de S. Domingos e S. Francisco.

Ainda mais lá atrás, e já um pouco esbatido vemos o topo da parede sul do dormitório abandonado e calcinado do antigo mosteiro de S.Domingos, que ali esteve em pardieiro mais de 30 anos como relíquia de uma passado fradesco que já não volta mais!

Sem comentários:

Enviar um comentário