sexta-feira, 11 de dezembro de 2009

O Cais da Ribeira

Início do século XX...


Finais do século XX...


Verdade seja dita que esta segunda imagem, dos anos 80, já não é verdadeira actualmente e também ela pertence à história. Por um lado ainda bem, a década de 70 e 80 foram as mais porcas (é esse o termo mesmo) das ruas da cidade. Pela de 80 falo eu que tinha olhos para ver, pela outra falam meus conhecidos que são, obviamente, mais velhos do que eu. Seria um reflexo do "agora sou livre e faço o que bem me der na telha" do 25 de Abril?
Ainda bem que isso já pertence ao passado.

3 comentários:

  1. Meu caro,
    em que é que o 25 de Abril tem a ver com porcaria?

    ResponderEliminar
  2. Poderá eventualmente ser uma opinião que parte de um alicerce que não existe. Se assim for quem viveu naquela altura já com a plena consciência do que se passava á sua volta me poderá elucidar melhor; mas tenho a ideia que após o 25 de abril se passou para uma situação em que se cometeram alguns "excessos", sempre com a premissa do "agora estamos num pais livre e por isso eu faço o que quero".
    O atirar o lixo para as ruas seria, talvez, a manifestação mais pequena da catarse de um povo que viveu quarenta anos num regime totalitário, onde a fiscalização de tudo esteve sempre na ordem do dia.

    No entanto, aos poucos fomos talvez nos reeducando, e esta situação reverteu-se de forma que na actualidade não se pode comparar o grau de limpeza da cidade do Porto com aquele que presenciamos aqui.

    Como nota a este assunto, posso dizer que possuo um autocolante do pelouro do ambiente da Câmara Municipal do Porto, onde se vê um senhor que parece ser um funcionário da câmara, de bigode a apontar para cima, dizendo: "ò vizinho, cuidado com o lixinho!" Será este autocolante parte da tal reeducação que falei acima?

    ResponderEliminar
  3. Se calhar esta fotografia até é um mau exemplo, parcial e tendencioso. É que a margem do rio, ontem como hoje, está sempre pejada de algum lixo, fruto da corrente deste que o acumula ao longo do seu caudal.
    Mas em todas as fotografias que já vi dos anos 70 (sobretudo) e 80 a acumulação de lixo no chão é bem visível.

    ResponderEliminar